Das coisas menos charmosas pra falar com um artista (e das mais importantes!)

04/08/2022

Por Eliza Granadeiro

Do alto dos meus (quase) 10 anos trabalhando como produtora, eu posso afirmar, com muita segurança e sem medo de ser julgada, que um artista, um profissional criativo, de qualquer área, consegue realizar o que deseja na sua carreira a partir do momento que ele se organiza.

Eu sei bem que essa pode ser das coisas menos charmosas pra se falar pra um artista, das coisas que menos faz brilhar o olho, mas é isso: se você não se organizar, se não tiver métodos de organização, dificilmente, vai sair do lugar.

(Na verdade, você até pode não se organizar. Mas isso significa que pra alcançar os seus objetivos vai ser preciso, basicamente, 1: contar a vida toda com a sorte grande e/ou 2: contratar alguém que faça tudo por você. Como eu acho que nenhuma das opções é válida, vamos voltar pro artigo).

Como somos seres criativos e diversos, não existe uma receita única que transforme alguém em uma pessoa organizada. Cada um precisa encontrar o que funciona mais pra sua vida, é por isso que eu falei de métodos de organização acima.

Alguns desses métodos podem ser: escrever em uma agenda/planner/caderno as atividades da semana; usar um aplicativo modernoso; preencher o google agenda; colar post-its num quadro no local de trabalho (ou em qualquer outro local visível como porta de geladeira, parede do quarto); programar alertas no celular etc etc. As opções são muitas, desde as clássicas às mais criativas.

O que eu quero dizer por “você precisa se organizar pra atingir seus objetivos profissionais”, afinal de contas?

Basicamente, três coisas:

 

1: Não conte com a sua memória e programe a sua semana de trabalho.

Começar uma segunda-feira deixando a vida te levar vai fazer exatamente isso: a vida vai te levar e você não vai realizar as coisas que vão ser importantes pra sua carreira no futuro.

Esta é a minha principal dica: escreva as atividades da sua semana de trabalho em algum suporte que faça sentido pra você (no papel, no aplicativo, no word). Essas atividades são coisas como: compromissos com hora marcada que possui com outras pessoas, ações criativas da sua carreira, ações da sua rotina pessoal e familiar, espaços de descanso e lazer.

O fato é: começar a semana tendo clareza do que vai acontecer ao longo dela te liberta. (Alguns falam que aprisiona, mas na verdade é o contrário).

E a liberdade vem do fato de que, a partir do momento que você se organiza, você consegue saber se é possível aceitar aquela gig de última hora que surgiu; se dá pra fazer uma surpresa pra uma amiga que mora numa cidade próxima; se rola de dormir mais um pouquinho nesta tarde chuvosa sem que isso comprometa as outras atividades; se dá pra chutar o balde hoje e retomar amanhã etc etc. Liberdade.

 

2: Prepare o seu ambiente de trabalho.

Uma mesa de trabalho lotada de objetos e papéis só é charmosa no clipe musical dos anos 80.

Uma estante onde os livros teóricos se confundem com os orçamentos de seu trabalho que se misturam com a lista de compras da farmácia, com os cupons fiscais de gasolina que se confundem com os livros de literatura, com os boletos do mês, realmente, não te ajuda em nada.

Um computador no qual você mistura arquivos de 2016 com os de 2019 e 2022, sendo ideias de música, comprovantes de pagamento da academia, prints de artes de capa, fotos pra postar no instagram, o release da sua carreira que você começou a escrever, um word com links das matérias de jornal que te citam vão te fazer perder muito tempo pra encontrar o que quer no momento que precisa.

Coloca uma playlist bacana num streaming da vida e começa a organizar a sua mesa, a sua estante, o seu computador. Taí uma das coisas é que, literalmente, só começar que a coisa vai.

 

3: Tenha um relacionamento próximo com a sua grana.

A questão é a seguinte: não vai bastar pra sua carreira ter a sua semana de trabalho milimetricamente organizada se você não tem ideia de como usar o seu dinheiro pra viver essa semana. E a semana seguinte, e a outra e assim vai…

Quanto custa a sua vida por mês? Quanto de grana você precisa pra comprar os materiais e equipamentos que precisa pra trabalhar? De quanto em quanto tempo tu precisa fazer essas compras? E pra investir nos cursos que quer fazer? Quais são as projeções de trabalho pro próximo mês? E daqui até dezembro? Quanto de grana tem na sua conta corrente hoje? Você já começou a pensar no seu futuro financeiro: paga o INSS? aposentadoria privada? algum investimento?

Você passa a ter um relacionamento próximo com a sua grana quando começa a ter respostas pra essas perguntas.

A forma como organizo o dinheiro por aqui é, basicamente, por meio de uma planilha que é dividida por semanas. Algo realmente simples, mas muito poderoso para eu conseguir ter noção, inclusive, do quanto de grana vou ter daqui uns meses. Eu falei sobre essa organização e esta planilha nesta oficina aqui.


Por agora, a conversa continua lá no meu instagram. Te vejo por lá.