Linha do tempo de um lançamento musical nas plataformas de streaming

28/07/2022

Por Eliza Granadeiro

Lançar músicas nas plataformas de streaming é um processo de trabalho que envolve uma série de ações, divididas em etapas diferentes, ao longo de alguns meses. Falando assim pode parecer que é algo complexo e que só artistas com uma equipe experiente consegue fazer. Não é e eu posso falar da minha própria experiência.

Quando o Guilherme Veroneze começou a fazer os lançamentos dele, lá em 2020, eu não entendia muito deste mercado de streaming e deu aquele medo de sair fazendo coisa errada. (Uma história sobre isso: logo no primeiro single, tivemos um problema com o perfil de artista dele e o single não estava aparecendo justo no Spotify que é a principal plataforma).

Todo o receio inicial que eu tinha de fazer algo errado e dar um problema já se mostrou logo no primeiro lançamento e, veja só, resolvemos a questão e em menos de 24h lá estava o single brilhando no Spotify, no perfil certo.

Pois bem, tudo isso pra dizer que com pesquisa em fontes confiáveis e com organização e planejamento é possível resolver quase tudo nesse mundo.

Falando em planejamento, os lançamentos musicais acontecem seguindo uma espécie de linha do tempo de ações que devem ser feitas em seguida uma da outra. Seria algo, mais ou menos, como na imagem abaixo:

data lançamento streaming

Essa linha do tempo destaca alguns dos principais passos que fazem parte de um processo de lançamento. Então, temos:

1: repertório escolhido. A primeira coisa que direciona um lançamento é a definição de quais e quantas músicas vão ser gravadas.

2: músicas gravadas. Gravar o repertório é aquele momento de começar a dar forma para a qualidade artística e técnica das faixas.

3: estimativa de data de lançamento. Você precisa ter alguma ideia de quando gostaria de lançar. Assim, logo no começo do trabalho, determine uma estimativa de data de lançamento porque isso faz com que todas as outras ações girem em torno disso.

4: músicas mixadas e masterizadas. Se a qualidade artística e técnica das faixas começa a ser definida na gravação, ela vai ser finalizada na mixagem e na masterização.

5: material para distribuição (artes, textos, máster). Distribuir as faixas para a empresa distribuidora é enviar além da máster e dos ISRC’s das músicas, o arquivo da arte de capa e também textos que falem sobre o lançamento e sobre o artista.

6: definir data de lançamento. Com esses arquivos prontos, já é possível bater o martelo e definir a data que as músicas vão estrear no mundo.

7: distribuir no sistema da empresa distribuidora com 30 dias de antecedência. Tendo essa data em mente, é hora de se organizar para fazer a distribuição com 30 dias de antecedência.

8: lançamento nas plataformas na data definida. E, finalmente, o momento delícia de ver o lançamento acontecer! (e continuar o trabalho com foco na divulgação).


Por agora, a conversa continua lá no meu instagram. Te vejo por lá.