Hora de ir pro estúdio e gravar seu lançamento musical digital

02/06/2022

Por Eliza Granadeiro

A segunda etapa de um lançamento musical digital é a produção, ou ainda, é a hora de ir pro estúdio e gravar o repertório escolhido.  Ou seja, é neste momento que você finaliza a concepção artística do seu lançamento e vai, literalmente, dar uma forma pra ele, trazendo as músicas pro mundo.

De todos os passos importantes, a gravação é, possivelmente, o mais relevante de todos. Pra garantir que ela saia com a melhor qualidade possível, pensando em termos artísticos e técnicos, você precisa fazer um bom planejamento, na etapa da pré-produção, para definir o estúdio e todas as condições que ele possui como os equipamentos e técnicos que vão trabalhar na captação e na edição inicial.

Depois que você 1) gravou e 2) aprovou a edição dos arquivos bounces, ou seja, as versões das gravações que vão ser trabalhadas, é hora de 3) enviar esses arquivos para o engenheiro de mixagem e depois para o de masterização.

Esses dois processos podem ser definidos, resumidamente, da seguinte forma:

mixagem

Pode ser considerado também um processo artístico porque vai ser aqui que a música termina de ganhar a estética pra passar a mensagem que você quer. Na mixagem, é possível:

  • mexer em todos os canais;
  • timbrar e acrescentar efeitos em todos os instrumentos que foram tocados;
  • mexer em todos os volumes pra realçar ou abaixar;
  • alterar a equalização (grave, médio, agudo).

masterização

Esta é a etapa final que vai trabalhar com a música que já está mixada. A masterização é um processo de padronizar as músicas, pensando em duas coisas:

  • que todas as faixas do mesmo lançamento tenham um padrão de volume;
  • que o volume e a sonoridade das faixas estejam no padrão de reprodução dos aparelhos de som e das plataformas de streaming.

Da mesma forma como é essencial escolher bem o estúdio que vai gravar, é fundamental contratar um engenheiro de mixagem e masterização que tenha experiência no serviço e também no tipo de música que vai gravar.

Outra coisa que também merece cuidado redobrado é a análise das faixas mixadas e masterizadas. À medida que o engenheiro te enviar os arquivos pra analisar, você precisa reservar um tempo pra ouvir com toda a atenção possível.

É bem importante que você ouça as faixas em dispositivos diferentes (celular, computador, tablet, caixa de som, etc.) e ouça mais de uma vez, de preferência, em dias diferentes. Dessa forma, você fica com várias referências de reprodução mecânica e pode perceber e analisar/comparar os arquivos considerando variados fatores.

É todo esse cuidado de escuta, análise e adaptações que vai garantir a melhor qualidade possível pro seu lançamento musical digital. Então, gaste o tempo que precisar até ficar satisfeito com o resultado final. Lembre-se é isso que o seu público vai ouvir nas plataformas.

No próximo artigo, falamos da distribuição do seu lançamento musical digital.

Vamos juntos.


A nossa conversa continua lá no meu instagram. Te vejo por lá.